COVID-19: Orientações para gestantes

Circo em casa não é seguro
4 de maio de 2020
COVID-19: União de potências comunitárias
22 de maio de 2020

Essa é a Maria, nossa vizinha da Rua Senhor do Matozinho, que assim como outras mulheres grávidas, tinha dúvidas sobre o período gestacional durante a pandemia.

Com 36 anos, tem em sua residência o convívio intergeracional, de idosos até a vida que está por vir.

Em colaboração com os médicos do @noscontracovid19 , preparamos uma cartilha de diretrizes, que através dos articuladores comunitários, estão sendo transmitidos às futuras mamães do território.

Gestação é uma condição de saúde e todos os cuidados no pré natal devem ser mantidos. Os exames, NÃO devem ser interrompidos.

O COVID, até agora, não demonstrou um risco aumentado para gestantes, mas isso NÃO quer dizer que os cuidados de isolamento e contato devam ser reduzidos.

Pontos de atenção específicos para gestante:

1. Para tosse ou sintomas de resfriado por menos de 24h – procure um médico e tente fazer o tratamento domiciliar;

2. Em casos de sintomas típicos e duradouros como febre alta e tosse seca intermitente, procure um obstetra para identificar o tratamento mais adequado;

3. A data do parto NÃO deve ser modificada;

4. NÃO há prioridade de teste laboratorial para gestantes.

O teste para COVID- 19 segue a mesma indicação da população geral;

Os cuidados da gestante para não se contaminar são os mesmos da população geral.

Os benefícios e indicações da amamentação estão todos mantidos. É possível que o bebê e a mãe se contaminem e que um passe para o outro mas isso está relacionado aos cuidados normais nesta fase da vida aonde o bebê necessita de cuidados e a proximidade aumenta tais riscos;

As visitas ao bebê devem ser suspensas;

Os cuidados de contato da mãe devem ser redobrados, visto seu contato íntimo com o bebê;

Nunca se medique por conta própria sem falar com um médico.

 

Junte-se a nós! Faça sua doação!